Avançar para o conteúdo principal

$10 de bónus + 3% cashback + $10 de cashback mensal - Plutus

Empréstimos P2P – O que são e como investir

Os empréstimos P2P (ou em inglês P2P lending, por vezes também é usado termo crowdfunding e crowdlending) são empréstimos pessoa-para-pessoa são uma nova categoria de empréstimos que surgem com base na internet e interligam numa plataforma só, a procura e a oferta, as financeiras e os investidores, onde podemos investir em empréstimos já contraídos por pessoas juntos dessas empresas financeira e somos assim compensados com juros mais elevados que os praticados pelos bancos nos depósitos, porque a margem de lucro destes empréstimos é dividida entre a financeira e o investidor.

Existem mais variações a este modelo como sejam P2B (People-to-Business), empréstimos a empresas.

Este tipo de investimento tem risco, não é de capital garantido como um depósito num banco, devemos ter isso em conta sempre que investimos, o juros elevados em geral correspondem a um risco mais elevado, embora nem sempre sejam proporcionais. Numa altura em que já temos as pessoas a investir em divida pública e de empresas, como sejam os certificados do tesouro e obrigações da SiC e dos clubes de futebol, estes tipos de investimentos também comportam riscos.

Alguns dos empréstimos têm algum tipo de hipoteca que garante que caso o cliente não pague o empréstimo vai ter esse bem arrestado e a financeira e nós somo ressarcidos de parte ou da totalidade do que falta pagar, exemplos deste tipo são casas, caros ou outros bens de um particular ou empresa, isto pode baixar o risco consideravelmente.

Um dos mercados na Europa mais antigos e dinâmicos é o Reino Unido, que já tem empresas de empréstimos P2P desde 2005, este é um mercado que já tem alguma longevidade, embora tenha recentemente havido um aumento de plataformas em países como a Letónia e Lituânia, que são países que fazem parte da união europeia e que têm-se destingido nesta área de fintech, empresas que vêm operar no mercado financeiro de formas inovadoras e impulsionadas pela legitimidade criada com base na diretiva europeia de pagamentos PSD2. Por exemplo a Mintos pediu uma licença e vai ter IBAN e cartões de débitos para os clientes.

Diversificação


Uma das formas de diminuir o seu risco é pela diversificação, é dividir os ovos por várias cestas, que assim caso uma caia e se parta as outras salvam-se. Este método é amplamente usado para que seja possível diminuir a exposição a uma só empresa ou a um só mercado, tem de ser diversificado em todos os sentidos, no caso dos empréstimos P2P é necessário diversificar pelas plataformas, financeiras, países e tipo de empréstimo. A pensar nisto as plataformas têm formas de fazer esta diversificação de uma forma facilitada, pode facilmente alocar percentagens do seu capital por cada uma das financeiras (em inglês, loan originators), selecionar ou excluir países, alguns até disponibilizam algum tipo de classificação do nível de risco de cada financeira, em geral usando letras de A a muito seguro a D o mais arriscado ou mesmo a categoria de lixo, isto varia de plataforma para plataforma.


Garantia de recompra (Buyback)


A maioria das plataformas disponibiliza algum tipo de garantia de recompra (Buyback) no caso de haver um incumprimento por parte do cliente não pagar o que deve, não devemos assumir que todas as plataformas funcionam assim porque algumas têm estas garantias apenas em alguns dos empréstimos e noutros não, disponibilizam sempre filtros que nos permitem deixar empréstimos sem garantia de recompra de fora das nossas opções de compra.

Auto-investimento (Autoinvest)



Para que os nossos investimentos não se transformem num trabalho, as plataformas disponibilizam formas de investir com base num conjunto de parâmetros que nós definimos, como sejam duração do empréstimo, financeira, país, classificação da financeira, montante do investimento por empréstimo e no total do portefólio de auto-investimento.

Quanto investir


Para começar diria que não deve por mais de 100€ em cada para começar, a exceção é a Mintos deve abrir com 500€ a 1000€ porque ela deve representar mais de 50% do seu portefólio de empréstimos de P2P (pode abrir com 100€ ou até menos, fica é com pouco dinheiro porque a Mintos é a gigante deste mercado e o investimento mínimo por empréstimo é de 10€, tem assim uma reduzida diversificação).

Quanto posso ganhar


Investimento inicial: 1000€
Taxa de juros média: 11%

Ganho com juros: 105,58€
Total no final de 1 ano: 1105,58€

Vamos ao mesmo exemplo mas com adição de 50€ por mês:

Total adição 50€ por mês ao fim do ano: 550€ (exclui adicionar 50€ no mês 1)
Ganho com juros: 131,50€
Total no final de 1 ano: 1681,50€



Veja na imagem as diferenças, a azul sem adição, a verde com adição de 50€ por mês.


AVISO: Hoje em dia em qualquer serviço de envio ou receção de dinheiro, temos sempre de validar a nossa identidade, enviando fotos do nosso Cartão de Cidadão (CC), além de nalguns casos, ter ainda de tirar uma foto nossa no momento. Tudo isto por causa das “lavagens de dinheiro”e apoios a terrorismo, é uma proteção contra isso. Quem não quiser enviar nada disto desista do processo.

Lista de plataformas


Deixo aqui a minha lista de plataformas nas quais tenho dinheiro investido, vai estar dividido em 3 listas que irei atualizar com regularidade, a recomendada, em testes e as a evitar.
A lista de recomendadas são plataformas nas quais invisto à mais de 6 meses e que fiz alguma investigação anterior e me sinto confiante para investir.
A lista de em testes é para as plataformas em que estou a pouco tempo ou ainda não me sinto confiante para aumentar de momento mais dinheiro sem ter mais certezas sobre a plataforma, o investimento que faço nestas plataformas inicialmente é de 100€.
A lista das a a evitar é fácil de perceber, ou estou negativo ou têm má reputação e não vou ser eu a desacreditar disso. Vou sempre deixar o porquê de as incluir nesta lista.
As listas estão por ordem de preferência da que considero melhor, para a menos aliciante.

Recomendadas


Mintos – É onde tenho investido a maioria do meu capital no Mintos, desde maio 2018 e com retornos muito consideráveis, para mim é a plataforma mais completa e que me dá mais confiança para investir, só uma nota que até agora é a única plataforma que já teve 3 financeiras falidas, eram de pequena dimensão mas fica o aviso, isto lembra-nos sempre que existe a possibilidade de perder uma parte ou no extremo a totalidade do nosso capital.
Quem quiser se registar no Mintos use o link: https://www.mintos.com/en/l/ref/MINTOSCLUB.SF5VLA aqui os bónus só começam com 500€ investidos, dão 10€ de bónus a ambos.

Viainvest – É a plataforma ideial para começar neste mundo, especializada em empréstimos de curto prazo com uma taxa de 11%, tem tido sempre uma boa prestação.
Leia a analise que fiz: Viainvest emprestar dinheiro a até 11% de juros, bónus 10€ em abertura com 50€

LenderMarket - São empréstimos de uma reputada financeira, a CreditStar, que está presentem em diversas plataformas, como o Mintos, etc. Os empréstimos são têm taxas de 12% a 14%. Registar pelo link: https://www.lendermarket.com/ref/6dqyz0yo
 
Moncera - Plataforma que tem a financeira Placet Group, que tem boa reputação, também está disponível no Mintos, etc. As taxas são de 8% a 13%. Registo pelo link: https://moncera.com/join/8ivgx3

Robo.cash – Tem taxa fixa de 12% em qualquer uma das financeiras com garantia de recompra em qualquer uma das financeiras, ótimo para por dinheiro e com o auto-investimento deixar ir crescendo.

PeerBerry -  Tem uma interface cuidada e muito intuitiva, boa oferta de empréstimos de curto e longo prazo, a funcionalidade de autoinvest é que deve ser ativada poucas vezes ao dia e por vezes esgotam os empréstimos antes. Bónus 10€ com 500€ de investimento, 20€ com 1000€, 30€ com 2500€, 60€ com 5000€ e 1% com + de 10000€. Registe-se pelo link: https://peerberry.com/ref/DOFAXE/
 
 
Twino -Tem empréstimos de curta duração e taxa única de 10% de juros ao ano, tem sido consistente e com bons resultados. 15€ de bónus com investimento de 100€, pelo link: https://www.twino.eu/en/join-today?refer_friend=130694

Lendy – Empréstimos a vários tipos ao consumo, tem empréstimos com taxas de 12% a 15% e 3 a 60 meses. 10€ de bónus num investimento de 100€ ao registar pelo link: https://system.lenndy.com/signup?wUbdMEB

Bondster - Empréstimos de curto prazo média 12% de juros ao ano, com autoinveste, bónus 1% ao registar pelo link https://www.bondster.com/en/ref2/1000007296?utm_medium=referral&utm_source=website

Swaper - Plataforma com boa reputação em que é tudo feito de forma automatizada, é tudo feito com autoinvest. Registe-se pelo link: https://www.swaper.com/#/ref/Q4DFgfIhP8

GoParity - Plataforma que pretende ajudar projetos que têm por base reduzir o nosso impacto ambiental,  com investimentos em Portugal também.  5€ de desconto num investimento de 25€ pelo link: https://goparity.com/pt-pt/signup/referral/PAULO6884

Housers - É uma empresa ibérica que se dedica ao empréstimos no mercado imobiliário, com taxas dos 5% aos 10%, ao abrir conta pelo link ganhamos 25€ para ambos, esse dinheiro ganho do bónus nunca é possível de levantar do site, rende apenas para nós os juros.

Raize - Temos em Portugal a Raize que faz empréstimos a empresas, quem se quiser registar: https://www.raize.pt/signup/mkfQPDDtr embora as taxas de juros sejam mais baixas, entre 3% e 9%, devemos apoiar as iniciativas nacionais.
Agora também adicionaram depósitos a prazo, com taxas mais atrativas que os comercializados pelos bancos.

Em testes



EstateGuru – Plataforma dedicada ao imobiliário, tem taxas de 8% até 15%, tem tido imensa oferta de novos empréstimos.

CrowdestateApenas de investimento em imobiliário, taxas de até 15%, tem estado a aparecer novos projetos todas as semanas para investir, tem boa reputação. (Não tem programa de afiliados)
 
Lendahand - É uma plataforma com um âmbito social de conjugar investimentos com preocupações ambientais e de criação de empregos em países pobres. 25€ ao investir 25€ com o código: UDUE-6DP6-P229


Trine - É uma plataforma com um âmbito social com o foco em energia solar, os projetos são para reduzir a nossa pegada ambiental e reduzir a emissão de CO2. 10€ de desconto num investimento de 25€ pelo link: https://trine.com/just-invested/108399
 
Kviku -  É a plataforma da financeira com o mesmo nome, que tem empréstimos também listados em outras plataformas como na Mintos. 1% de juros extra nos primeiros 3 meses ao abrir conta pelo link: https://kviku.finance/en/sign-up-bonus?utm_source=u5045


Em testes - Alto risco


Crowdestor - Empréstimos a empresas, com juros elevados, pagamento do capital no final do empréstimo. Regista-te pelo link: https://crowdestor.com/en/invite/friend/CR1241


Wisefund - Empréstimos a empresas, com taxas de 14% a 20% de juros, tem tido pouca oferta de novos projetos. Registar pelo link dá 0,5% de bónus durante 270 dias: https://wisefund.eu/en/i/UC02428845  
 

Neo Finance - Tem empréstimos de curto e longo prazo com taxas de 12% a 24%, tem estado a pagar bem, com atrasos pontuais de uma semana, estou até surpreendido pela positiva.
Registe-se pelo link https://www.neofinance.com/en/registration/investor?ref=PAFE54

 

A evitar


Bondora – É a única plataforma onde estou em risco de perder dinheiro, o meu portefólio na plataforma é, segundo eles, de 180€, mas a verdade é que vendi antes tudo o que não estava em atraso e agora estão todos atrasados e o histórico da Bondora é de que o valor recuperado é muito baixo além de ser muito caro o processo de recuperação e o dinheiro que sobra para os investidores é muito pouco. Foi investimentos antes deste Go & Grow, mas agora não permite adicionar os nossos investimentos existentes que estejam atrasados ou em incumprimento, por isso são perda para nós. O Go & Grow tem taxa ridícula para o tipo de investimento, neste momento é de 6,75%, mas que tem taxas para levantar o dinheiro no final. Vejam este investidor:
https://financiallyfree.eu/bondora_portfolio/

Fast Invest – Existe alguma polémica por não serem revelados quem são as financeiras às quais emprestamos o nosso dinheiro, isso cria uma falta de transparência, a evitar por esse motivo. (não tem programa de afiliados)

Kuetzal –  Atualização: Está encerrado a novos clientes, vai cessar as atividades.

Envestio - Actualização: O site desapareceu, não se sabe o que aconteceu é bem provável que fosse algum esquema.


Sobre o blog: Aqui vou escrevendo sobre estes temas que me interessam e sobre as estratégias que uso para poupar e investir, só escrevo sobre o que uso e que tem utilidade para mim, não recomendo nada que não use eu próprio, nem nada que não confie para meu próprio uso, o objetivo principal deste blog não é o lucro, nem nunca será, claro que gosto de receber uns bónus de afiliado, é como se me pagassem uma cerveja. Não pretendo ser um conselheiro de investimentos, partilho o que sei e o que penso apenas, cada qual arrisca o seu próprio dinheiro.

Mensagens populares deste blogue

Frango inteiro ou peito de frango? Qual compensa mais?

Já por diversas vezes me questionei qual seria o aproveitamento de um frango. Será que compensa comprar só o peito do frango ou comprar o frango inteiro? Foram estas perguntas que me levaram a fazer o artigo e a comprar uma balança de cozinha, que vai ter mais usos, a maioria das receitas requerem precisão. Preço por kilo: 1,69€ Preço do frango: 2,67€ Peso na etiqueta: 1,580 kg Peso na balança de casa: 1,579 kg Saco com vísceras e patas: 0,130 kg Peitos do frango: 0,430 kg Restante do frango: 0,983 kg Restos não aproveitados: 0,170 kg O preço do peito de frango costuma ser de 3,99€ em promoção, por isso estes peitos correspondem a 1,72€. Para comparação o 1,580 kg de peito de frango a 3,99 ficaria em 6,30€ e daria para fazer umas 6 refeições com custo por refeição de 1,05€. Deu para 4 refeições, assim o custo médio por refeição de 0,67€ por refeição. Gosto de fazer o frango numa fritadeira a ar (air fryer), a que tenho é uma Delonghi, demora uns 45 minutos a ficar bem

Vivid - 5€ bónus abertura + 40€ cashback - Banco digital alemão - Até 25% cashback em algumas marcas selecionadas

        Atualização - Passou a dar 0,2% a 1% cashback. Aceitam clientes portugueses de novo O Vivid é um banco digital alemão que tem estado a expandir-se rapidamente pela Europa, em Portugal está presente desde início de Outubro. Na lista já extensa de bancos digitais, Openbank , N26 , Revolut, surge agora também o Vivid, tem muitas semelhanças com o N26, embora seja muito mais recente, partilham a origem alemã. Nacional temos o moey! que continua a ser o único com rede Multibanco e MBway. O banco Vivid usa a plataforma do SolarisBank, assim o dinheiro que lá depositarmos está protegido até 100000€ pela garantia bancária.  Está anunciado que nos próximos meses vão disponibilizar acções e ETF para negociação na app. O cartão emitido é em metal, da rede VISA e não tem números, nem outra informação sensível visível, porque tudo isso só é visível na app. Finalmente algum banco chegou à conclusão que isso é uma desvantagem :)  Inicias com um plano "Vivid Prime" após os 3 m

Cartão Curve - 5€ bónus - Todos os cartões de crédito e débito num só

Atualização: Novo programa de referidos até 31 maio de 2022.   Como funciona o Cartão Curve? O Curve é um cartão Mastercard + app que agrega todos os cartões de crédito e débito num só, funciona emparelhando os cartões com ele e criando um par que lhe permite fazer compras em lojas físicas ou online. Para isso basta ter o Curve Card combinado com um dos nossos cartões, selecionando na app o que queremos usar no momento, caso não selecione nenhum no momento da compra é utilizado o cartão que foi selecionado anteriormente, fica sempre um selecionado. A Curve Card app funciona bem em Portugal, desde que o estabelecimento aceite cartões da rede MasterCard. Quem pode aderir ao Curve Card? O cartão está disponível a cidadãos e residentes da União Europeia, na lista de países temos: Portugal, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, Dinamarca, Espanha, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Finlândia, França, Grécia,  Hungria,  Islândia, Irlanda, Itália,

Bónus de boas vindas em dinheiro de 5€ a 50€ - XendPay, Vivid, Moey, N26, OKEx, Luno, Celsius, Coinbase, CoinList, Crypto.com e cartão Curve

Vou atualizando este artigo à medida que aparecem novas oportunidades.   Adicionei recentemente: Vivid, CoinList, Moey, Coinbase Alterado: Novo método para o XendPay, mais simples. Limpeza de alguns que deixaram de dar e alguns códigos promocionais que expiraram. Recomendo usar a conta N26, Moey ou BNC10 para fazer as transações, evita muitas das operação recusadas ou erro no pagamento, também é ótima conta para receber pagamentos das transferências.  Outra alternativa é usar um cartão de comerciante do MBway para cada um dos serviços, porque os de uso único no caso de validação de transações com um pequeno valor, invalidam a cobrança seguinte e se forem de valor exato ao que se vai comprar vai dar erro por falta de fundos. Para vender as criptomoedas é recomendável vender num exchange como a CoinMetro, ou Crypto.com, por terem comissões mais baixas de venda. Transferência de dinheiro XendPay - Ganha 10€ com uma transferência de 100€/100£/100$ tem de ser com c

$10 de bónus + 3% cashback + $10 de cashback mensal - Plutus

   $10 de bónus de boas vindas, 3% de cashback nas compras do cartão, até 250€, $10 de cashback mensal, numa destas empresa, Aldi, Lidl, Starbucks, Shell, Uber, Ubereats, Netflix, Stopify, Amazon Prime, Disney+, Booking, ebay, Apple One... Consulta a lista aqui: https://plutus.it/perks Basta fazer a compra com o cartão Plutus Visa e seja de 10€ para os receber no dia seguinte em cashback. Todos os cashbacks são em pagos na criptomoeda PLU, que podes vender para euros diretamente na APP e usar para gastar no cartão Visa. O cashback fica bloqueado 45 dias e só após esse período podes vender, corre o risco de desvalorizar nesse tempo. Existem planos melhores mas só pagando: https://plutus.it/accounts Caso optes pelo plano de 4,99€, passas a ter 2 perks (beneficios) que podes escolher 2 empresas em vez de uma, passam a ser 20€ de denificios, e o maximo de cashback é de 2000€ em vez dos 250€ do plano grátis. Os cartões estão a ser entregues em média entre 15 dias a 1 mês. 1- Regista-te pel

Beruby - cashback de 2% CEPSA, 3% IKEA, 4% Primark, 3% Mediamarkt e 5% Prenatal

 Actualização 30mai22: Informação sobre o prazo para ser validado o cashback dos cartões presente, que é menos de uma semana, com imagem.  Actualização 01jun22: cashback passou a 2% CEPSA, 3% IKEA, 4% Primark, 3% Mediamarkt e 5% Prenatal    De forma simples e sem muitos rodeios. Compras cartões presente com cashback de 2% CEPSA, 3% IKEA, 4% Primark, 3% Mediamarkt e 5% Prenatal na Beruby .   O pagamento é feito com cartão, por isso ainda recebes cashback do cartão que usares, podem ser + 1, 2 ou 3% de cashback extra, depende do cartão que tenhas e uses no momento. No caso da CEPSA podes comprar combustível e descontar em múltiplas compras. O cartão presente CEPSA, é na realidade apenas um pdf com um número e um código de barras, que descontas na caixa da CEPSA. É acumulável com os descontos do cartão DECO +. Têm disponíveis cartões de 10€, 25€ e 50€.     Tem limite de compra, um cartão por dia e o cashback demora uma semana a ser validado, para poder ser retirado. Na informação ger

Ganhar dinheiro com cartões de crédito recebendo cashback

Cashback é um termo que significa traduzido à letra “dinheiro de volta” é exatamente o que acontece, parte do que gasta é lhe reembolsado. Muito usado pelos bancos e financeiras que vendem cartões de crédito, como forma de levar o cliente a usar o seu cartão mais vezes e com isso induzir-nos a gastar mais dinheiro e consequentemente a criar uma dívida com o objetivo de nos cobrar juros elevados posteriormente. Digamos que não tem nada de mal nisso, é o negócio deles. Para quem consegue ser certinho e gastar de uma forma racional, estes cartões de crédito podem se transformar numa forma de receita, um dinheiro extra, que se consegue reaver e quem sabe poupar, para um projeto que tenhamos em mente ou ainda para umas férias no estrangeiro. Como fazer isso? Trocando o uso do seu cartão de débito pelo de crédito e pagando a totalidade após o fecho do extrato do cartão de crédito e acumulando o cashbask. Quanto posso ganhar? Depende de cartão para cartão abaixo deixo aqueles que u

5€ - W1tty - Banco digital e com cashback de 3% em euros

Atualização 25abr22: Campanha nova, agora o bónus é de 5€. Cartão passou a ter cashback de 3%. Banco digital e com cashback de 3% em compras acima de 1€, cashback pago em euros. Os depósitos enviados por transferência bancária, estão a demorar entre 1 a 10 dias úteis.  Para breve está previsto aceitar carregar o cartão por top ups. 1- Abre o link no teu telemóvel: https://w1tty.page.link/tZBQavCNb4HLRWw98 2- Instala a app e regista-te. O bónus deve cair 24h depois, sem ser preciso qualquer depósito. 3- Verifica a identidade e pede o cartão virtual (o físico tem um custo de envio de 5€), para evitar pagar o envio, usa o virtual e adiciona ao cartão Curve (não tens Curve, adere: https://www.poupa-euros.com/2019/05/cartao-curve-todos-os-cartoes-de.html ) Cartões e bancos recomendados: Vivid - 5€ bónus abertura + 40€ super deals - Banco digital alemão   Crypto.com - Cartão de dédito com cashback 2% a 5%, $75 USD de bónus, juros em criptomoedas moey! - 10€ na abertura de conta - O banco

Entender as redes dos cartões, Multibanco, VISA e Mastercard

Os cartões serem de crédito ou de débito não tem qualquer relação com a rede onde operam, é aqui que começa a confusão das pessoas. Logótipos da Visa e Mastercard As redes de pagamento podem ser, Multibanco ou MB (da SIBS, empresa portuguesa), com comissões mais baixas, daí ser mais aceite em geral no país, depois temos as redes internacionais de pagamento, MasterCard e Visa (ambas americanas) que nós conhecemos por ser a tradicionais de cartões de crédito , elas são muito usadas por terem aceitação mundial, uso para o qual os cartões são projetados. Logótipo Multibanco A nossa rede MB é de âmbito nacional apenas, se se consegue fazer transferências para outros países é porque elas são depois processadas pelos bancos, quanto ao que se passa aí não sei como funciona.  O que tínhamos antes eram apenas cartões de débito que só trabalhavam na rede MB, por serem de âmbito nacional, com a globalização cada vez mais as pessoas deslocam-se para outros países , em traba

Como pagar os cartões de crédito uns com os outros para ter mais cashback

Os cartões de crédito são uma ótima ferramenta que temos ao nosso dispor para fazer face a um qualquer emergência, embora fosse muito melhor ter um fundo de emergência, ou seja ter dinheiro de parte que cubra as nossas despesas de 2 meses a um ano, idealmente 6 meses no mínimo. A mudança é simples troque o seu cartão de débito pelo de crédito e seja pago por utiliza-lo em cashback. Podemos ganhar dinheiro com os cartões de crédito se soubermos tirar partido dos cashback que eles nos oferecem, leia mais sobre isso em “ Ganhar dinheiro com cartões de crédito recebendo cashback ”. Quando se tem múltiplos cartões temos que aprender a gerir o sue pagamento para maximizar os cashback e não incorrermos no pagamento de juros. Após o fecho do extrato de cada cartão e pagando a totalidade, é feito o reset dos plafond e conta de novo como período sem juros, isto permite que se pague um cartão com outro e ter apenas dinheiro para pagar o de plafond maior, posso ter plafonds de 1000 em c